oracle_ocp

Personalizar o comportamento dependente do idioma para o database e sessões individuais

  • A globalização cobre aspectos da apresentação dos dados, calendário, datas e muito mais.
  • Um character set (conjunto de caracteres) é um esquema de codificação definido para representar os caracteres como uma sequência de bits.
  • O número de caracteres que um character set pode representar é limitado pelo número de bits que esse conjunto utiliza para cada caractere.
  • Os padrões Unicode são um padrão internacional para a codificação de caracteres, o que incluirá todos os caracteres que serão exigidos por qualquer sistema.
  • O número de idiomas suportados pelo Oracle depende da plataforma, do release e o nível de patch do produto.
  • O idioma utilizado determinará o idioma das mensagens e também definirá padrões para o idioma das datas e as ordens de classificação.
  • A classificação binária pode ser aceitável para um character set de sete bits, mas para character set’s de oito bits ou mais os resultados são geralmente inadequados.
  • Consulte a view V$NLS_VALID_VALUES para ver as ordens de classificação disponíveis.
  • Para conhecer as regiões com suporte em seu banco de dados, consulte novamente a view V$NLS_VALID_VALUES usando o valor PARAMETER de TERRITORY.
  • A globalização pode ser especificada em qualquer um dos cinco níveis.
  • O conjunto de caracteres do banco de dados é utilizado para armazenar todos os dados contidos em colunas do tipo VARCHAR2, CLUB, CHAR e LONG.
  • No National Charecter Set, há suporte para dois tipos de Unicode: AL16UTF16 e UTF8.
  • Há duas ferramentas disponíveis para ajudar a tomar a decisão quanto à mudança do conjunto de caracteres: o Database Character Set Scanner e o Language and Character Set File Scanner.
  • As configurações dos parâmetros de globalização de instância substituirão as configurações do database.
  • A principal variável de ambiente do lado cliente é a NLS_LANG. A especificação completa para essa variável é um idioma, uma região e um conjunto de caracteres.
  • O nível mais rigoroso de controle sobre a globalização é gerenciá-la através de programação, dentro de cada instrução SQL.

Trabalhar com os Character Set’s do Database e do NLS

  • A ordem de classificação padrão do Oracle é binária.
  • Classificação linguística significa que, em vez de substituir cada caractere por seu equivalente numérico, o Oracle substituirá cada caractere por um valor numérico que representa sua posição correta na sequência adequada ao idioma em questão.
  • Locale Builder é uma ferramenta gráfica que pode gerar um ambiente de globalização personalizado, criando definições para os idiomas, regiões, character set’s e classificação linguística.
  • Os aplicativos podem trabalhar com fusos horários especificando-se um fuso horário no qual o banco de dados opera, e depois usando os tipos de dados TIMESTAMP WITH TIME ZONE e TIMESTAMP WITH LOCAL TIME ZONE.
  • Os tipos de dados habituais DATE e TIMESTAMP são sempre normalizados para o fuso horário do banco de dados no armazenamento e exibidos inalterados quando solicitados.
  • O fuso horário do banco de dados pode ser definido no momento da criação, no comando CREATE DATABASE, e ajustado posteriormente com ALTER DATABASE SET TIME_ZONE.

 

Referência Bibliográfica Este post, assim como todos os posts sobre Certificação OCP deste blog, são trechos do livro “OCP Oracle Database 11g – Administração II (Guia do Exame 1Z0-053)”, da editora Bookman – www.bookman.com.br Recomendo este livro a todos que pretendem estudar para o exame. Meus posts são apenas algumas dicas para quem já está estudando por outros materiais, e por isso exige uma base de conhecimento anterior em cada um dos capitulos. Para uma referência completa de estudos é recomendado a compra do livro correspondente, bem como a documentação oficial da Oracle.
[author] [author_image timthumb=’on’]http://certificacaobd.com.br/wp-content/uploads/2014/03/milton.jpg[/author_image] [author_info]Milton Bastos é DBA Oracle e Desenvolvedor PL/SQL, dividido entre Apucarana/PR e Curitiba/PR. Certificações: OCA (Oracle 11g DBA Certified Associate), Oracle Database 11g Data Warehousing Certified Implementation Specialist, Oracle Database 11g Sales Specialist Assessment, Oracle Database Appliance PreSales Specialist Assessment, Oracle Database Appliance Sales Specialist Assessment[/author_info] [/author]

[ad 4]